Carrie: A Estranha

p-carrie_posterSinopse: Carrie retrata um grande desastre ocorrido na cidade americana de Chamberlain, Maine, destruída pela jovem Carietta White. Nos anos anteriores à tragédia, a adolescente foi oprimida pela sua mãe, Margaret, uma fanática religiosa. Além dos maus tratos em casa, Carrie também sofria com o abuso dos colegas de escola, que nunca compreenderam sua aparência, nem seu comportamento. Aos poucos, ela descobre que possui estranhos poderes telecinéticos.

Elenco: Chloë Grace Moretz, Julianne Moore, Gabriella Wilde 
Direção: Kimberly Peirc
Gênero: Terror
Duração: 100 min.
Distribuidora: Columbia Tristar
Classificação: 16 Anos

Hoje fui assistir “Carrie: A Estranha” e para falar verdade não gostei tanto quanto imaginava que ia gostar. Criei tanta expectativa com as divulgações maravilhosas que me decepcionei com o filme. Fui esperando mortes pesadas, sustos e cenas que me assustassem, mas não foi o que aconteceu. As mortes não foram nada assustadoras, apesar de que algumas delas foram muito bem feitas. Esperei demais da atuação de Chlöe e ela me decepcionou em alguns momentos e me agradou em outros. Ela tinha umas expressões estranhas, de vez em quando parecia que estava tendo orgasmos ao invés de estar assustada. Gostei muito da atuação de Ansel Elgort, o observei bastante pois estou lendo ‘A Culpa É Das Estrelas’ (que por sinal estou amando) para saber se ele daria um bom Augustus Waters, e sim, ele vai dar um delicioso Gus. Julianne Moore atuou muito bem como mãe de Carrie, apesar de eu achar que tem um exagero enorme no fanatismo da personagem, mas eu não li a obra de Stephen King, então estou julgando como um filme normal, não como uma adaptação. Os efeitos foram bons, mas algumas partes deixaram um pouco a desejar.

Em relação à história do filme, é uma história em que você fica o tempo todo com pena de Carrie por causa do bullying que ela sofre na escola e das coisas que a mãe maluca dela a priva por achar que é pecado, depois você fica feliz por ela está tendo um momento bom no baile de formatura, no final você fica mais feliz ainda porquê Carrie está se vingando, e no finalzinho você fica com pena dela novamente, mas consegue entender (ou não) os sentimentos dela em relação aos acontecimentos e à sua mãe.

Enfim, resumindo, ‘Carrie: A Estranha’ é um filme mais ou menos, com bons atores, o qual eu daria 3,5 estrelas, se fosse de 0 à 5.

Vale a pena assistir? Sim, se você não tiver muita coisa importante para fazer e tiver com curiosidade.

Lembrando que é apenas a minha opinião e a sua pode ser muito diferente.

Beijinhos!

Trailer

Assinatura

Anúncios

6 thoughts on “Carrie: A Estranha

  1. Confesso que as minhas expectativas estão bem altas em relação a esse filme. Como você mesma já expressou, os trailers estão muito bons. Eu não consegui assistir a versão de 1976 a tempo. Gostei quando falou que não levou grandes sustos. Não gosto de filme que assusta. Se o filme valer a pena, talvez, eu corra atrás da obra.

  2. Gosto muito da Chloë mas não tenho a menor vontade de assistir esse remake… primeiro que Carrie original já é assustador suficiente, sem falar que é um clássico, e eu nem gosto muito de filmes que me assustam rs Beijos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s