S.O.S. – Mulheres ao Mar

Sinopse: Adriana (Giovanna Antonelli) não está em um bom momento. Ela não consegue que alguma editora publique seus livros e, para ganhar a vida, legenda filmes pornôs. Para piorar a situação, seu marido Eduardo (Marcello Airoldi) decide pedir o divórcio. Em meio à fossa da separação, ela descobre que o ex fará um cruzeiro ao lado da nova namorada, Beatriz (Emanuelle Araújo), uma estrela da TV. Incentivada pela irmã Luíza (Fabíula Nascimento), as duas decidem embarcar no mesmo cruzeiro para que Adriana tenha a chance de reconquistá-lo. A empregada Dialinda (Thalita Carauta), que tenta ajudar a patroa a todo custo, acaba também embarcando nesta aventura. (Retirado do Adoro Cinema)

 

Elenco: Giovanna Antonelli, Reynaldo Gianecchini, Fabiula Nascimento, Thalita Carauta, Marcello Airoldi, Emanuelle Araújo.
Direção: Cris D’Amato
Gênero: Romance, Comédia
Duração: 94 min.
Distribuidora: Walt Disney
Classificação: 12 Anos

Eu ia falar um pouquinho do filme, mas a sinopse já disse tudo, então vou apenas deixar aqui minhas impressões. Uma coisa que foi notável, e que muitos críticos deixaram bem explícito, foi a semelhança com o filme Meu Passado Me Condena, com Fábio Porchat e Miá Mello, que também foi filmado em um cruzeiro e a base da história é uma crise de casal, e essa semelhança pode fazer com que você sinta uma espécie de déjà vu ao assistir o filme.

Giovanna Antonelli, como sempre, foi super carismática e sua interpretação foi ótima, conseguindo me arrancar muitas gargalhadas, principalmente em uma cena em que ela faz um dueto com Emanuelle Araújo. Fabiula Nascimento e Thalita Carauta estão super divertidas, como verdadeiras humoristas devem ser. E o Reynaldo Gianecchini fez o mesmo papel que sempre faz, com as mesmas expressões, não inovando em nada, sendo o mesmo Gianecchini que a gente conhece.

Algo que incomodou muita gente foi o fato da personagem principal, Adriana, agir como se o marido (ou ex-marido) fosse a única coisa mais importante da vida dela, e como a Luíza e a Dialinda ficavam atrás de arranjar algum homem boa parte do tempo, transmitindo uma mensagem ao telespectador de que a felicidade das mulheres dependem de ter um homem ao seu lado. Mas não foi isso que eu senti, na verdade, acho que falta um pouco de humor na mente de algumas pessoas, elas devem relaxar e ver o filme como ele realmente é, uma comédia boba.

Eu achei esse filme é divertidíssimo, com partes bem engraçadas, mas é um filme bem estilo Sessão da Tarde, cheio de clichês, e um romance bem previsível. O filme não possui nada de grandioso, mas é ótimo para quem está a procura de uma comédia leve e bem brasileira.

Assinatura

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s