Resenha: Esperando por Você

Sinopse: É hora de iniciar o segundo ano do Ensino Médio, e Marisa está pronta para um novo começo e para seu primeiro namorado de verdade. No entanto, depois do popular Derek convidá-la para sair, as coisas ficam complicadas. Além de seus pais se separarem e de Marisa ter uma briga com seu melhor amigo, Derek ? o amor da sua vida ? a deixa desapontada. As únicas coisas que mantêm Marisa são os podcasts de um DJ anônimo, o qual parece entendê-la totalmente. Mas ela não sabe quem ele é… Ou sabe?

Autor: Susane Colasanti
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Ano: 2013
Minha avaliação: 8/10

Resenha: O livro conta a história de Marisa, uma garota de 15 anos, que mora numa cidade pequena com seu pai, sua mãe, e sua irmã, Sandra. Tem uma melhor amiga chamada Sterling, O segundo ano do Ensino Médio vai começar, e tudo que ela e Sterling querem é mudar de atitude, fazer novas amizades, recomeçar. O ano anterior foi muito difícil para Marisa. Ela passou por um momento de depressão por causa do seu distúrbio de ansiedade, seus colegas achavam que ela era estranha e ela não tinha muitos amigos, tudo o que ela quer é esquecer e olhar para o futuro.
Existe um garoto na vida de Marisa, o Derek, um garoto super gato e descolado, estilo surfista, que apesar de ter uma namorada, Marisa é completamente apaixonada, e continua com expectativas em relação à eles dois, juntos, namorando. E também existe Nash, um amigo de Marisa de infância, passavam os dias brincando juntos, mas ela não sabe o porquê de ter parado de falar com ele, talvez porque ele se tornou um nerd e seus caminhos se desviaram. Então ela resolve recomeçar uma (linda) amizade.

Esse livro é um chic-lit muito bom. Achava que não ia gostar, na verdade, nem com tanta vontade de lê-lo eu estava, não sou fã  esse gênero literário, mas confesso que gostei bastante da leitura. O livro fala de coisas que, creio eu, muitas garotas passaram na adolescência, como desilusões amorosas, amores virtuais, brigas com amigos e problemas familiares.
Me identifiquei muito com Marisa, ela me lembrou a mim mesma quando tinha 15 anos de idade, todas as paixões, as amizades, as brigas, muita coisa da vida de Marisa é semelhante ao meu passado (não tão distante assim). As confusões sentimentais que estão em conflito na mente dela foram muito presentes na minha meninice, e algumas ainda permanecem, como as paixões não correspondidas, coisas que as vezes atrapalham nossa visão e não nos deixam perceber que quem realmente nos merece está bem na nossa frente, mais perto do que podemos imaginar.
Esperando por Você é um livro com vários clichês, mas todos são muito bem construídos, existe uma mudança de cena (eu não sei como falar isso) muito rápida que as vezes pode nos deixar confusos um pouco, por exemplo, em um momento estamos na casa de Sterling e de repente, a outra linha já é na casa de Marisa, mas depois que você se acostuma com isso a leitura flui rapidamente. A autora usa uma linguagem bem jovem, com gírias e expressões, mas nada que atrapalhe a leitura.

Não tenho tanta coisa para falar sobre esse livro, gostei muito, a leitura foi leve, divertida e fluiu rapidamente.
Recomendo para todos aqueles que gostam desse gênero, ou aqueles que querem começar a ler algo do tipo.

Assinatura

Anúncios

#Tag Livros Opostos


tag livros

Hoje vim responder uma Tag que vi no blog Um livro e nada mais, e que achei muito legal. A Tag se chama Livros Opostos, foi criada pelo Bruno Miranda.
Vamos conferir minhas repostas…

1. Primeiro livro da sua coleção X Último comprado

   

2. Um que você pagou barato X Um que pagou caro

113201706SZ   

3. Com protagonista homem X Com protagonista mulher

07f0b-imageproxy2b1   

4. Leu bem rápido X Demorou pra ler

   

5. Com capa bonita X Com capa feia

   

6. Um livro brasileiro X Um livro internacional

7.  Um livro mais fino X Um mais grosso

   

8. Um livro de ficção X Um de não ficção

   

9. Um livro meloso X Um livro de ação

   

10. Um livro que te deixou feliz X Um que te deixou triste

capa-extraordinario_frente (1)   

Essas foram minhas escolhas. Só queria deixar umas observações: em ‘o primeiro livro da minha coleção’ eu coloquei o livro que eu lembro que tenho a mais tempo, não sei se foi o primeiro; o livro barato foi em relação ao preço que ele era originalmente, pois eu não lembro de um livro que eu tenha sido realmente barato; o tópico 9 foi difícil, por isso as escolhas, acho que não leio tantos livros melosos e de ação; Extraordinário me deixou feliz por eu ter lido ele, por Auggie ser um ser tão lindo, e ele me fez refletir bastante, foi uma leitura perfeita, isso que me fez feliz; e por último, HP e o Enigma do Príncipe me deixou triste pelas mortes que houveram nele.

Bem, é isso, espero que tenham gostado! Beijos!

Assinatura

Resenha: A Mulher de Preto

Sinopse: O jovem advogado Arthur Kipps, foi enviado a cidade mercante de Crythin Gifford para verificar os documentos e os papéis particulares da recém-falecida Sra. Alice Drablow, uma viúva idosa que vivia sozinha na solitária e afastada Casa do Brejo de Enguia. Enquanto trabalha na casa, Kipps começa a descobrir seus trágicos segredos. A situação piora quando ele entende que o vilarejo é refém do fantasma de uma mulher magoada, em busca de vingança.

Autor: Susan Hill
Editora: Record
Páginas: 208
Ano: 2012
Minha avaliação: 9/10

 

Resenha:

Arthur é viúvo, casado com Éster, padastro de Oliver, Will, Edmund e Isobel, e vive uma vida tranquila com sua família em Monk’s Piece. Numa bela noite de véspera de natal, Arthur estava na frente de sua casa, sentindo o prazer de ter sua família toda reunida, respirando um ar puro e desfrutando a beleza das coisas mais simples da vida, quando resolveu entrar e juntar-se a seus parentes. Entrando na sala de jantar, todos se calaram, esperaram que ele se sentasse, desligaram todas as luzes e começaram a contar histórias de terror. Após contarem várias histórias, seu enteado Edmund pediu para que Arthur compartilhasse uma história com todos, mas ele ficou totalmente desconfortável com a situação. Conhecia uma história, uma história real, não queria contá-la naquela ocasião, achava que não era o momento de despertar os fantasmas do passado e que sua história merecia uma atenção maior, então, decidiu colocar um ponto final nesse pesadelo adormecido que o atormentou por tantas noites e que até aquele momento, apesar de ter saído dos seus pensamentos, permanecia no seu inconsciente. Assim, Arthur começa a escrever sua história e é aí que tudo começa.

Não esperava muito desse livro, assisti o filme, o mais recente com Daniel Radcliff, à um tempo atrás e não tinha gostado tanto, achei pouco aterrorizante para a divulgação que teve. O livro é muito diferente da adaptação, a história é diferente, muita coisa que tem no livro não tem no filme e vice-versa, parece até que estamos lendo outra história. Gostei bastante do livro, Arthur era um jovem bem determinado e corajoso, as vezes sua coragem o fazia ser um pouco imprudente, como todo jovem é ou já foi alguma vez na vida, e isso me fez simpatizá-lo. O livro é bem intenso, misterioso, me prendeu bastante, e cada capítulo sempre terminava com um gostinho de quero mais. O final foi totalmente diferente do que eu esperava (já que esperava algo bem similar à adaptação), surpreendente.

Como nem tudo é um mar de rosas, existiram pontos fracos, pouquíssimos, mas existiram. O livro tem poucos diálogos, o que pode incomodar alguns tipos de leitores; detalha muito o clima e a paisagem, a cada dia que se passa na narrativa, o que, algumas vezes, pode tornar a leitura cansativa e monótona; e existem alguns erros, não propriamente ortográficos, mas trocas de palavras, ao invés de escrever “quanto”, escreveram “quando”, como se fossem erros de digitação. Salvo esses pontos, a leitura foi muito prazerosa e rápida.

Observação inútil: Quem tem facilidade de chorar, se assustar, ter pesadelos, durante uma leitura, pode sofrer um pouco (de um jeito positivo ou negativo, depende do referencial) quando ler esse livro. Não sou desses leitores, então tive uma noite tranquila após a leitura. Recomendo para todos aqueles que gostam de livros assustadores e misteriosos.

Beijos!

Assinatura

Resenha: Garota Replay

Sinopse: Thizi é uma garota do bem, apaixonada pela vida. Mas, após uma madrugada trágica, sente que tudo à sua volta desmorona. Descobre que Tadeu, seu namorado, beijou uma garota em uma noitada e quebrou o nariz de Tito, melhor amigo de Thizi, quando soube que ele fotografou a prova da traição. Na mesma noite, Tadeu dirigiu bêbado e causou grave acidente, que deixou o amigo Gabiru em coma. Em meio a tanta decepção, Thizi encontra uma Replay de si mesma, uma igual. Agora, não mais a única do planeta, ela se sente a pessoa mais solitária do mundo e precisa entender que só o amor tem o poder de provocar as melhores mudanças. Garota Replay trará reflexões para desvendar os segredos da vida de Thizi. E da sua também…

Autor: Tammy Luciano
Editora: Novo Conceito
Páginas: 144
Ano: 2012
Minha avaliação: 7/10

Resenha:

Thizi é uma garota de 20 anos, que cursa administração, namora o Tadeu, seu melhor amigo se chama Tito, mora com sua empregada Nil, que já está com ela desde quando ela tinha 5 anos, num apartamento de frente para o mar na Barra da  Tijuca. Ela sente falta de seus pais que vivem viajando ao redor do mundo e só passam 2 meses por ano com ela, apesar de sempre dizer que já está acostumada com isso.

A história realmente começa quando Thizi descobre que seu namorado estava a traindo, depois de uma amiga dela mostrar as fotos do Tadeu beijando outra garota numa boate. Thizi fica atormentada com a descoberta e quando tudo parece já estar ruim o suficiente, ela fica sabendo que Tadeu deu um soco no nariz de Tito e, para ela, isso foi a gota d’água. Com Tito chateado e sem querer falar com ela, Thizi se sente confusa e resolve sair de casa para colocar os pensamentos em ordem. Quando Thizi chega numa boate, ela se depara com uma garota igual à ela, não parecida, mas totalmente igual.

Como se já não bastasse a traição no namorado e o afastamento do seu melhor amigo, uma garota que poderia ser sua Replay
aparece na sua frente. Perguntas e mais perguntas começam a surgir na sua mente… Será que ela teria uma irmã gêmea que não conhecia? Que segredos sua Replay estaia guardando? Será que seus pais sabiam de algo? Agora Thizi terá que descobrir que é essa garota e solucionar os problemas dos seus relacionamentos com Tadeu e Tito.

Vou começar dizendo que não gostei muito de Thizi, achei ela muito superficial, as vezes ela me passava a impressão de que o que importa é a beleza exterior. As 100 primeiras páginas são muito clichês, ela passa mais da metade do livro falando o quanto Tito é importante para ela, dizendo que ele era seu melhor amigo, e que ela deveria terminar com Tadeu, o que tornou o livro um pouco chato e repetitivo. Algumas vezes eu acabava esquecendo que a Garota Replay existia, pois Thizi agia como se terminar seu relacionamento com seu ex fosse mais complexo do que descobrir o motivo de uma garota que é a sua cara está andando por aí, como se isso fosse algo que pudesse, simplesmente, ficar em segundo plano.

O que me surpreendeu foram as últimas 40 páginas, e foram elas que me fizeram gostar do livro. Pelo andar da carruagem, achei que a história não terminaria daquele jeito, não imaginaria um final tão diferente. Saber quem era a Replay, o porque dela está ali, e se havia veracidade nos fatos, foram o que me deixaram feliz por não ter abandonado o livro. Não estou querendo falar muito para não dar spoiler, mas eu gostei do final, achei muito bem pensado e compensou as outras páginas de mesmice.

Se você estiver curioso para saber quem é a Replay, não estiver com uma lista enorme de leituras pendentes, e gostar de livros voltados para o público infanto-juvenil creio que vale a pena lê-lo.

Beijos!

Assinatura

#Tag Árvore Literária

Olá gente!

Fui indicada pela Rafaela do blog Artesã Literária para responder uma tag chamada Árvore Literária. Achei essa tag muito legal, e fiquei super agradecida por ter sido indicada para respondê-la. Só estou um pouco atrasada, mas o que vale é a intenção, haha. A tag foi criada pela Lí Correia, do blog Livros com Pipoca.

tag-arvore-literaria

Regras:
– Responder as perguntas;
– Colocar o selinho no seu blog;
– Indicar mais outros seis blogs;
– Dizer que quem criou a tag foi a Lí Correia do blog Livros com Pipoca.

1. (Topo) Um livro que você “necessite” ganhar de natal, mais um que marcou 2013 e outro que você está ansioso(a) para chegar logo 2014.
deixe a neve cair
– Deixe A Neve Cair (Maureen Johnson, Lauren Myracle, John Green): Eu adoro contos e adoro o natal, só por isso já dá pra ter noção do quanto eu fiquei doida para ler esse livro quando soube do que ele se tratava. Depois li várias resenhas ótimas sobre ele, aí sim eu fiquei com mais vontade de ler ainda. Não o ganhei no natal, mas estou aceitando de presente, haha.
– Extraordinário (R.J. Palacio): Nem precisei pensar muito para escolher qual foi o livro que marcou meu ano de 2013. Com certeza foi esse livro, e é um dos meus favoritos. August conquistou meu coração de verdade. Pretendo lê-lo novamente daqui a algum tempo.
– A Cidade Dos Segredos (Sasha Gould): Simplesmente me encantei pelo mistério que esse livro carrega e por algumas resenhas que li sobre ele. Até agora não vi nenhum comentário negativo e estou louca para lê-lo. Esse livro é lançamento de janeiro de 2014 se eu não me engano.

2. (Tronco) Um filme que você ainda tem que assistir esse ano (2013), mais um que te marcou em 2013 e outro que você espera para 2014.
tronco
– O Hobbit: A Desolação de Smaug: Um filme que eu tinha que assistir em 2013 mas não assisti. Não tive tempo para assistir com toda correria de final de ano, só que eu estava muito curiosa para ver essa continuação. Pretendo assistir esse ano., o mais rápido possível.
– Em Chamas: Esse filme foi maravilhoso. Pense numa adaptação boa, essa é melhor. Em Chamas é meu livro favorito da trilogia, e fiquei muito feliz quando vi a qualidade da adaptação. Espero que os próximos sejam melhores ainda, melhores até que o livro, já que não gostei muito e achei cansativo.
– Noé: Um filme baseado na história bíblica da Arca de Noé, com Russell Crowe, Emma Watson e Logan Lerman. Esses são os motivos de Noé ser o filme mais esperado por mim de 2014.

3. (Raiz) Uma série que você vai assistir / ler ainda esse ano (2013), uma que te marcou em 2013 e mais uma que você começará a ver / ler no próximo ano.
tronco
– Sob A Redoma: Série de TV baseada no romance de ficção científica de Stephen King. Estava doida para ver essa série já que não conheço nenhuma obra do King, mas não consegui assistir em 2013. Assisti no dia 2 de janeiro o primeiro episódio e gostei bastante. Espero gostar da série e me animar para ler algum livro do autor.
– The Blacklist: Gente, essa série é top. Gostei muito, mas fiquei em dúvida na hora de escolher. Acompanho 3 séries, Game of Thrones, Bates Motel, e essa, mas as três são ótimas. Acho que o motivo da minha escolha ter sido essa, foi porque essa foi a série que me deixou mais ansiosa pelo episódio seguinte. Não terminou a primeira temporada ainda, mas ela é ótima. Recomendo!
– As Crônicas de Gelo e Fogo (George R.R. Martin): Assisto a série, adoro e não li os livros. Esse é o motivo, cansei de ser poser e quero conhecer mais sobre a história e os personagens. Vou continuar assistindo a série.

4. (Estrela) Dois quotes que te marcaram esse ano? Acho que esse foi o mais difícil dos tópicos
“Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil. ” – Sr. Browne (Extraordinário)
 “O papel tem mais paciência do que as pessoas” -Anne Frank (O Diário de Anne Frank)

Blogs indicados para responder a tag:
Espero que tenham gostado!
Beijos!
Assinatura

Resenha: Extraordinário

capa-extraordinario_frente (1)Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Autor: R. J. Palacio
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Ano: 2013
Minha avaliação: 10/10

Resenha:

Extraordinário conta a história de August, um garoto que nasceu com uma síndrome genética a qual o causou uma deformação facial, mas se não fosse por essa diferença física, Auggie, como também é conhecido pela sua família e amigos, seria um garoto comum como qualquer outro.

“Sei que não sou um garoto de dez anos comum. Quer dizer, é claro que faço coisas comuns. Tomo sorvete. Ando de bicicleta. Jogo bola. Tenho um Xbox. Essas coisas me fazem ser comum. Por dentro. Mas sei que as crianças comuns não fazem outras crianças comuns saírem correndo e gritando do parquinho. Sei que os outros não ficam encarando as crianças comuns aonde quer que elas vão.” 

Tudo começa a se desenvolver quando os pais de Auggie decidem que está na hora dele entrar na escola e começar a enfrentar o mundo. Inicialmente, Auggie resiste, mas depois acaba cedendo. O livro fala sobre toda sua adaptação na escola Beecher Prep, suas novas amizades e todas as batalhas que ele terá que enfrentar. A história é dividida em várias partes, todas narradas em primeira pessoa, mas cada uma por um personagem, e é muito interessante saber o ponto de vista de cada um em relação ao mundo ao redor de Auggie.

Adorei o livro e adorei a forma como a autora aborda o tema principal, o bullying. Auggie, apesar de ser apenas uma criança, tem que lidar com todo preconceito  e discriminação das pessoas ao redor dele, e isso faz com que ele seja um personagem muito forte. É muito triste saber que o que está ali escrito pode ser real, que existem adultos e crianças malvadas, mas é bom saber que existem pessoas gentis, que não ligam para a aparência e se importam com o coração. E mesmo com algumas atitudes que algumas crianças tomavam em relação à Auggie, eu tinha que lembrar que crianças são só crianças. Auggie era amado, amado pelos seus pais super protetores, por sua irmã, Via, por seus amigos, Jack e Summer, pela melhor amiga de sua irmã, Miranda, e por sua cadelinha, Daisy.

Não consigo imaginar uma palavra melhor para descrever esse livro do que a palavra Extraordinário. Devorei o livro em 2 dias, e só não foi em 1 pois tive que parar para resolver algumas coisas. Esse livro é daqueles que você ler um capítulo e pensa “só mais um”, e vai lendo até seus olhos ficarem cansados. Não chorei, tenho que confessar, mas foi uma das melhores leituras do ano, fechei com chave de ouro. Me apaixonei pela doçura e inocência de Auggie, e fico imaginando como alguém pode julgar tanto uma pessoa pela aparência. Recomendo para todos aqueles que são Extraordinários.

Perdoem-me se a resenha não ficou tão boa, ainda estou aprendendo e vocês não sabem (ou podem até saber) o quanto é difícil escrever sobre um livro que eu gostei de verdade, não conseguia encontrar as palavras certas.

Beijos e até a próxima!

Assinatura

Resenha: A Culpa É Das Estrelas

Sinopse: Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Ano: 2012
Minha avaliação: 8/10

Resenha: Gente, vou logo avisando que não sei escrever resenha, só sei dar minha opinião, então vamos lá…

Esse livro conta a história de Hazel Grace, uma paciente terminal que tem câncer de tireoide com metástase nos pulmões, seus pulmões criam um líquido que o impedem de trabalhar direito e fazem com que Hazel tenha de carregar um tanque de oxigênio para onde quer que vá. Hazel é uma garota inteligente, mas está imersa numa tristeza e não quer mais sair de casa. Porém, sua mãe, como qualquer outra mãe preocupada, pede para que ela saia de casa e vá para um Grupo de Apoio fazer amigos. E é lá onde tudo começa. Hazel conhece Augustus Waters, um garoto que está em remissão de um osteossarcoma (um tipo de câncer que afeta os ossos) e que, por causa desse câncer, teve uma perna amputada e tem de usar uma prótese no lugar.

Augustus (conhecido também como Gus) se atrai imediatamente por Hazel, e a partir do momento que eles se vêem uma linda amizade se inicia. Eles começam a sair e se conhecer, até que numa dessas conversas Hazel compartilha o seu livro preferido com o Gus, Uma Aflição Imperial, e cada vez mais eles ficam conectados. Muita coisa acontece, muitas coisas felizes e tristes também.

A Culpa É Das Estrelas é um livro maravilhoso, com uma história linda. O livro fala sobre o câncer de uma forma real, com todas as dores e sacrifícios, mas não de um jeito penoso e triste. Os personagens são cativantes e demonstram muita força, eles nos mostram meios de suportar as dores e viver uma vida com amor, que apesar de tudo ainda podemos amar e ser feliz mesmo por um pequeno período que se for vivido com intensidade se transforma num pequeno infinito.

Vou dar uma dica para você que quer ler o livro, não vá com muitas expectativas, pois qualquer leitura que você começa com expectativas lá em cima são decepcionantes. Leia com o coração aberto para uma nova experiência, assim garanto que você vai se apaixonar.

Assinatura